PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

Sefaz avança no Projeto Estratégico de Segurança da Informação com Grupo de Trabalho 

24 de novembro de 2022 - 11:33 #

Daniel Herculano - Texto
Thiago Medeiros - Arte Gráfica

A Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) avança no projeto estratégico “Segurança da Informação”, em especial no processo de revisão da Política de Segurança da Informação (PSI), com as atividades do Grupo de Trabalho (GT) formado por uma equipe multisetorial (confira infográfico ao final da matéria). A equipe registra encontros presenciais e online, sob a liderança da Célula de Governança de Tecnologia da Informação (Cegot), representada pelo servidor Normel Andrei, e patrocínio do coordenador da Assessoria de Controle Interno e Ouvidoria (Ascoi), Jurandir Gurgel.

O Projeto de Segurança da Informação visa adequar o Fisco Estadual às exigências da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e revisar a atual Política de Segurança da Informação (PSI), com o objetivo de aumentar o grau de segurança contra vazamento de informações e ataques cibernéticos. É importante ressaltar que a PSI da Sefaz é composta atualmente por um conjunto de 15 normativos que abrangem os mais diferentes eixos da segurança da informação, como tecnologia, processos, pessoas e patrimônio.

Jurandir Gurgel explica que o projeto é de grande magnitude, bem como de extrema relevância para a Sefaz. “Com o advento da Lei Geral de Proteção de Dados se fazia cada vez mais urgente tratar essa questão. Como parte do trabalho, formamos o GT para iniciar a atualização da Política de Segurança da Informação da Sefaz”, pontuou.

“Diante da crescente utilização de processos de negócios baseados em tecnologia, e dos indissociáveis riscos inerentes à sua utilização, tornou-se necessário que a nossa PSI sofresse um novo e completo processo de revisão, objetivando elevar a proteção das informações desta secretaria aos mais altos padrões de segurança”, comenta a orientadora da Cegot, Anna Isabelle Gomes. A implantação do GT do projeto teve início em agosto/2022. A PSI foi instituída na Sefaz em 2006, sendo que o último processo de revisão foi realizado em 2016.

A gestora também explicou que a adequação da PSI da Sefaz é um importante passo rumo ao incremento dos níveis de segurança dos nossos dados. “A segurança da informação é feita principalmente por pessoas, sendo os normativos apenas um alicerce. Por isso é muito importante o comprometimento de todos nesta jornada, a segurança da informação é fortalecida em nossas atitudes e comportamentos”, ressaltou.

Nesse sentido, a secretária Fernanda Pacobahyba destaca a necessidade de um entendimento coletivo sobre a temática. “Nós criamos uma Política de Segurança da Informação para a Sefaz, fundamental para que possamos nos conectar às regras de segurança e dos dados que administramos. Mas é preciso que, todos nós que fazemos parte desta Sefaz, tenhamos consciência do nosso papel para conhecer sobre segurança da informação e cuidar dos nossos dados”, finalizou a titular da Sefaz, Fernanda Pacobahyba.

Conheça o GT